DEFENDA-SE (consumo, preconceito e justiça)

7) Exerça seu poder de consumidor. Boicote produtos e serviços oferecidos por empresas com posturas homofóbicas ou propagandas preconceituosas. O mesmo vale para programas de TV que ridicularizam homossexuais. Por outro lado, prestigie estabelecimentos que simpatizem com a causa – mas tente diferenciar os que são genuinamente friendly daqueles que não passam de oportunistas de plantão.

8) Você viu alguém levando um “coió”, sofrendo violência física? Chame a polícia imediatamente. Seja solidário e preste todo tipo de socorro à vítima que estiver ao seu alcance, sem se colocar em perigo. E testemunhe em favor do ofendido, caso ele decida prestar queixa. Pesquisas apontam que boa parte dos LGBTs que sofrem violência não relata o ocorrido a ninguém. Mas denunciar é a única maneira de atacar o problema e combater a impunidade.

9) Se você sofrer preconceito, discriminação e/ou violência em razão da sua sexualidade em qualquer lugar público, não se cale: denuncie. Quem está em São Paulo conta com o apoio da Lei Estadual nº 10.948 e não precisa expor sua identidade. Pesquise se na sua cidade ou estado há leis contra a discriminação, ou mesmo órgãos e delegacias especializados. Mesmo se não houver, o Ministério Público está em todo lugar e pode ajudar. Existem ONGs que podem ajudá-lo no contato com as autoridades.

10) Sofreu perseguições, humilhações, foi despedido por conta da sua orientação sexual? Reúna provas e testemunhas (ambas são indispensáveis!), procure um advogado e corra atrás dos seus direitos. Para quem não tem condições financeiras de bancar um advogado, a Defensoria Pública presta assistência jurídica gratuita e tem defensores especializados em LGBTs. O processo judicial levará tempo, mas a vitória proporcionará a reparação dos danos e ainda servirá de exemplo – para quem sofre processar, e para quem persegue pensar duas vezes.

11) Quando você se deparar com um site ou qualquer outra manifestação homofóbica na internet, denuncie à SaferNet. Faça o mesmo quando encontrar algo sexista, racista ou preconceituoso contra qualquer outra população.

8 comentários:

CloserToFine disse...

Parabens pelo excelente artigo!

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil! - disse...

VejaBlog
Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
http://www.vejablog.com.br

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.vejablog.com.br/selo


Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br
....................................................................

Washington Guimarães - ワシントン ギマランエス disse...

Sei não, acho que o número 29 deveria a não incentivar a galera a fazer pegação. Já pararam para pensar que banheiros públicos são frequentados por adolescentes, pais com seus filhos, homens idosos e tudo mais? Quer sexo fácil: ótimo! Vá a uma sauna, a um dark room, a um cine de pegação, a um club, a uma casa de swingers, marque uma suruba na casa de alguém... Há tantas opções. A orientação deveria ser: "Leve uma vida sexual responsável". Se é uma infração, por que concordar ou fazer vistas grossas a ela? Devemos ser educados sexualmente e não o contrário. Concordo com boa parte do que está escrito aqui, mas não posso aceitar esse número 29.

Das Loka disse...

Oi washington, já editamos o post número 29, muito boa sua dica, continue a frequentar nosso blog e qualquer coisa nos notifique, obrigado pela sua critica...

Introspective disse...

@Das Loka: Ficamos felizes que nossas ideias se espalhem por mais pessoas, mas isso não dá a vocês o direito de copiarem o conteúdo do nosso blog na íntegra, sem darem o devido crédito. Essa é uma violação de direitos autorais que são nossos, meus e do resto da aquipe. Pior ainda é a sua cara-de-pau em responder aos comentários feitos no 30ideias como se você fosse autor do projeto. Peço educadamente que apague o post em que copia integralmente o nosso texto, e evite que nós tomemos as providências cabíveis. Obrigado.

BHY disse...

Caro Washington Guimarães, o item 29 não incentiva a "pegação". Ela acontece apenas pelo fato de que... ela acontece! Não vivemos num mundo ideal, ainda que devemos desejá-lo. Portanto, não há julgamento moral em nenhum texto escrito aqui. Nem nos cabe isso. "Pegação" é uma infração como todo nós sabemos, não poderíamos deixar de dizer. O que acontece é que quem é pego fazendo isso, geralmente, é punido além do legalmente aceitável, já que passa pelo julgamento moral e pessoal de quem o prendeu. Isso é muito mais grave do que a infração cometida. Grande abraço,

Brasil Desnudo disse...

ótima im=nformação e , excelente blog..

Maeus para béns


MARCIO RJ

BHY disse...

Obrigado. ;-)